Filters








1 Hit in 0.043 sec

Recursos Humanos e Estratégia Saúde da Família no norte de Minas Gerais: avanços e desafios

Ludmila Gonçalves Barbosa, Renata Fiúza Damasceno, Denise Maria Mendes Lúcio da Silveira, Simone de Melo Costa, Maisa Tavares de Souza Leite
2019 Cadernos de Saúde Coletiva  
Resumo Introdução O sistema público de saúde apresenta desafios à área de recursos humanos. Objetivo Avaliar os avanços e desafios na gestão dos recursos humanos inseridos na Estratégia Saúde da Família (ESF) no norte de Minas Gerais, Brasil. Método Estudo transversal com 317 profissionais vinculados à ESF: cirurgiões-dentistas, enfermeiros e médicos. Para a coleta de dados, utilizou-se questionário com variáveis sociodemográficas, econômicas, vínculo empregatício, plano de carreira, educação
more » ... arreira, educação permanente e continuada e incentivo financeiro. Avaliou-se a remuneração conforme o sexo, o plano de carreira e a categoria profissional; a categoria profissional conforme o sexo, o plano de carreira e a educação permanente; nível de significância: p < 0,05. Resultados A maioria era mulheres (65,2%), enfermeiros (46,3%), pós-graduados (51,1%), com vínculo por contrato administrativo (67,4%), sem plano de carreira (90,8%) e incentivos financeiros (61,1%) e participava de educação permanente (57,8%). Mais de 40% trabalharam na ESF de outro município e 117 concluíram especialização em ESF/saúde pública/coletiva. Maior remuneração encontrou-se na medicina (p < 0,05) e com homens (p < 0,05). Enfermagem apresentou maior percentual de mulheres, de profissionais com plano de carreira e educação permanente (p < 0,05). Conclusão Avanços se destacam na qualificação profissional, especialistas na área e/ou capacitação em serviço. Há desafios quanto à precarização do trabalho, o que contribui para a rotatividade dos profissionais.
doi:10.1590/1414-462x201900030084 fatcat:avtygjzptnejxamiim5i6rlubu