Filters








1 Hit in 0.037 sec

ROTAS DO ÔNIBUS 174: UMA ANÁLISE SOBRE A REPRESENTAÇÃO FICCIONAL E NÃO FICCIONAL DA TRAGÉDIA CARIOCA

O Mosaico, Pesq, Artes
2014 unpublished
RESUMO Repousa sobre o cinema documentário uma consciência de que o gênero representa a verdade dos fatos. Mas como essa afirmação seria possível, quando o próprio conceito de verdade se apresenta de forma tão complexa em nossa humanidade? Se o cinema documentário representa a verdade, o que representa o cinema ficcional? Nesse sentido, a teoria versada por Noël Carroll, de asserção pressuposta, parece fundamentar a ótica do ponto de vista na construção audiovisual, independentemente da forma e
more » ... ntemente da forma e ou gênero escolhido. Partimos desse ponto inicial para realizar uma análise entre Ônibus 174, de José Padilha, e Última Parada 174, de Bruno Barreto: duas produções que contam a mesma história, mas sob diferentes formas. ABSTRACT Rests on documentary filmmaking an awareness that the genre is the truth of the facts. But how this statement would be possible, when the very concept of truth presents itself in such a complex way in our humanity? If the documentary film is the truth, what is the fictional movie? In this sense, the theory versed by Noël Carroll, of the alleged assertion, would support the conception of "point of view" in visual construction, and regardless of the form or genre chosen. We take this to perform an initial analysis of Bus 174, by José Padilha, and Last Stop 174, by Bruno Barreto: two productions that tell the same story, but in different forms.
fatcat:jade2d4rwjdlba6cvfbl3s7ieu