Filters








1 Hit in 0.038 sec

Exigência de lisina para aves de reposição de 7 a 12 semanas de idade

José Humberto Vilar da Silva, Luiz Fernando Teixeira Albino, Horacio Santiago Rostagno, Paulo Cezar Gomes, Ricardo Frederico Euclydes
2000 Revista Brasileira de Zootecnia  
Os objetivos deste trabalho foram estimar as exigências de lisina e avaliar seus efeitos na fase de produção de ovos em 200 poedeiras leves (PL) Lohmann Selected Leghorn, e 200 poedeiras semipesadas (PSP) Isa Brown de 7 a 12 semanas. As aves foram distribuídas em delineamento em blocos ao acaso e alimentadas com ração basal contendo 16,0% de proteína bruta (PB) e 2900 kcal/kg de energia metabolizável (EM) suplementada com L-lisina HCl para os níveis de 0,50; 0,55; 0,60; 0,65; e 0,70% de lisina
more » ... e 0,70% de lisina total nas rações. Na fase de postura, 160 aves de cada linhagem foram alimentadas com ração de produção contendo 16,5% de PB, 2900 kcal de EM, 2,9% de Ca+2 e 0,755% de lisina. As estimativas das exigências de lisina obtidas pelo ganho de peso, para a fase de 7 a 12 semanas de idade, foram de 0,64%, ou consumo de 368 mg diário para as PL, e de 0,66%, ou consumo de 395 mg diário para as PSP. Produção de ovos, conversão por massa e conversão por dúzia de ovos das linhagens foram afetadas de forma quadrática pelos níveis de lisina da ração. O consumo de ração das PL em produção foi afetado de forma quadrática e das PSP de forma linear. Durante a fase de crescimento, as PL apresentaram menor ganho de peso e consumo de ração e pior conversão alimentar que as PSP. Durante a fase de postura, as PSP apresentaram maiores produção e massa de ovos, menor consumo e melhores conversões por massa e por dúzia de ovos que as PL.
doi:10.1590/s1516-35982000000600027 fatcat:x5zpc3rikzflji7sxc6qpxt2xy