Filters








1 Hit in 0.25 sec

Saúde do trabalhador no Equador: uma comparação com inquéritos sobre condições de trabalho na América Latina

Michael Silva-Peñaherrera, Pamela Merino-Salazar, Fernando G. Benavides, María López-Ruiz, Antonio Ramón Gómez-García
2020 Revista Brasileira de Saúde Ocupacional  
Resumo Introdução: o Equador realizou recentemente seu primeiro inquérito sobre condições de trabalho. Objetivo: descrever as condições de trabalho e emprego e o estado de saúde dos trabalhadores equatorianos em uma amostra que permita comparação com inquéritos latino-americanos anteriores. Métodos: uma amostra de 1.713 trabalhadores foi selecionada do primeiro inquérito sobre condições de trabalho no Equador. Prevalências e intervalos de confiança de 95% (IC95%) foram calculados e comparados
more » ... ados e comparados com inquéritos anteriores na Colômbia, Argentina, Chile, América Central e Uruguai. Resultados: homens foram frequentemente mais expostos a trabalho em condições perigosas, sendo as mais relatadas trabalho com ruído (81% dos homens e 69% das mulheres) e com movimentos repetitivos (56% dos homens e 48% das mulheres). Cerca de 31% dos homens e 19% das mulheres trabalhavam mais de 40 horas por semana. Quase 11% das mulheres e dos homens relataram uma autopercepção de saúde ruim. A prevalência de agravos ocupacionais foi a mais alta da região: 15% para homens e 8,4% para mulheres. Conclusão: este é um primeiro levantamento das condições de trabalho e emprego e do estado de saúde de trabalhadores no Equador. Harmonizar e aperfeiçoar os Inquéritos sobre Condições de Trabalho na América Latina deve ser uma meta prioritária para melhorar a vigilância em saúde do trabalhador na região.
doi:10.1590/2317-6369000010019 fatcat:3mkyjcptybfo7bxekkczg4vesi