Filters








1 Hit in 0.037 sec

Edgard Roquette-Pinto: Antropologia brasiliana

Renan Freitas Pinto
2009 Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas  
LIMA, Nísia Trindade; SÁ, Dominichi Miranda de (Orgs.). Antropologia brasiliana: ciência e educação na obra de Edgard Roquette-Pinto. Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2008. 327 p. ISBN: 978-85-7041-724-4 (Editora UFMG) /978-85-7541-163-6 (Editora Fiocruz). O primeiro aspecto a ser destacado desta obra coletiva sobre o pensamento e a vida de Edgard Roquette-Pinto é que ela vem preencher uma ausência que se fazia sentir em termos de um balanço de sua presença entre
more » ... ua presença entre aqueles autores que marcaram, com suas obras e ideias, as direções para trilharmos os caminhos que nos levam à formação do Brasil moderno. Uma coletânea, portanto, que sob vários aspectos estava faltando, especialmente neste momento em que já dispomos de vários trabalhos dessa natureza, ou seja, de coletâneas destinadas a abordar, de diferentes perspectivas, autores que se tornaram, eles próprios, esses caminhos inevitáveis, essas pistas necessárias para nos aproximarmos de outros pensadores brasileiros. Obra coletiva dedicada a elucidar os diferentes significados do personagem Roquette-Pinto em termos de suas contribuições, em diferentes campos de conhecimento, para a construção, seja do pensamento social brasileiro, seja de nossa história das ideias e de nossa história das ciências, construindo simultaneamente uma das mais originais interpretações da formação do povo e da nação brasileira. O livro está organizado em quatro partes, iniciando a primeira com um manuscrito até então inédito do próprio Roquette-Pinto, resultante de uma palestra por ele proferida a convite do Itamaraty e que aqui tem a oportunidade privilegiada para sua publicação na medida em que, para as organizadoras da obra, pode ser lido como uma reflexão sobre seu próprio "lugar e papel na sociedade". Os demais artigos dedicados ao autor, compondo o conjunto de textos que pretendem se concentrar, conforme a indicação do subtítulo do livro, nos temas da ciência e da educação na obra de Roquette-Pinto, na verdade, nos brindam com um espectro bem mais abrangente e mais diferenciado de sua obra, de suas ideias e de sua presença como intelectual e homem de ação. É basicamente sobre o alcance e a amplitude desta obra realizada com a colaboração de cerca de 15 autores, oferecendo-nos uma visão de conjunto adequadamente articulada de modo a indicar a presença de Edgard Roquette-Pinto como um dos mais instigantes e originais pesquisadores em busca de novos modos de desvendar o Brasil e os 'brasilianos', assunto a que nos propomos dedicar nossa atenção daqui em diante. Em primeiro lugar, essa obra recria coletivamente um personagem de primeira linha. E o recria entrelaçando informações e pontos de vista que, em busca de fatos inéditos, de anotações essenciais, de pistas esclarecedoras, algumas vezes se repetem sem que, entretanto, isso represente qualquer prejuízo, bem ao contrário, ajude o leitor a reconhecer nesse entrelaçado de rememorações, urdido por vários narradores, a força, a presença e a carga de originalidade do personagem Edgard Roquette-Pinto. É, ainda, uma obra que, por ser coletiva e logo reconhecida por seu amplo espectro temático em torno da contribuição antropológica de Roquette-Pinto, nos oferece a liberdade de nela ingressar escolhendo nosso próprio ponto de partida, nossa própria sequência de leitura. Uma das ideias que acompanham Roquette-Pinto ao longo de toda sua extensa produção e de suas diferentes atuações nas instituições com que se envolveu,
doi:10.1590/s1981-81222009000300014 fatcat:akpqmk3onrdfvnvyfrssddkb3i