Filters








1 Hit in 0.24 sec

A "vulgarização" da ciência: a instrução pública no discurso do Instituto Politécnico Brasileiro no Segundo Império

Paula Almeida Lima
2014 OPSIS : Revista do Departamento de História e Ciências Sociais  
Resumo: Fundado em 1862 o Instituto Politécnico Brasileiro (IPB) reunia em uma das salas da antiga Escola Militar do Rio de Janeiro, além de egressos da referida instituição, interessados em discutir os rumos da engenharia nacional. A pauta, no entanto, não estava restrita à engenharia, pois o discurso do IPB baseava-se na modernização do Estado através de diferentes frentes de ação, entre elas a instrução pública. Essa última estaria vinculada a tarefa de civilizar e controlar a população. A
more » ... ar a população. A partir do ideário discutido e registrado nas atas das reuniões do IPB, busca-se compreender o pensamento dos seus membros acerca das formas de difusão do conhecimento científico. "Vulgarizar" a ciência, ou seja, difundir e torná-la clara à população, seria um ponto de partida para a resolução daquilo que consideravam problemas nacionais naquele contexto histórico. Palavras-chave: Instrução Pública; Instituto Politécnico Brasileiro; Segundo Império. Abstract: Founded in 1862 the Brazilian Polytechnic Institute (IPB) met in one of the rooms of the former Military School of Rio de Janeiro, as well as graduates of the institution, interested in discussing the directions of national engineering. The agenda, however, was not restricted to engineering, because the discourse of IPB was based on state modernization through different areas of action, including public education. This latter task would be linked to civilize and control the population. From the ideas discussed and recorded in the minutes of IPB, we seek to understand the thinking of its members on ways of disseminating scientific knowledge. "Popularize" science, ie, disseminate and make it clear to the population, would be a starting point to solve what they perceived national problems in that historical context.
doi:10.5216/o.v14i2.30867 fatcat:rjnn5qecsjfcdinhqxft44u47a