Filters








1 Hit in 0.042 sec

Exercícios na bola suíça melhoram a força muscular e o desempenho na caminhada na espondilite anquilosante: estudo clínico, controlado e randomizado

Marcelo Cardoso de Souza, Fábio Jennings, Hisa Morimoto, Jamil Natour
2017 Revista Brasileira de Reumatologia  
r e v b r a s r e u m a t o l . 2 0 1 7;5 7(1):45-55 w w w . r e u m a t o l o g i a . c o m . b r informações sobre o artigo Histórico do artigo: Recebido em 12 de janeiro de 2016 Aceito em 28 de abril de 2016 On-line em 17 de setembro de 2016 Palavras-chave: Exercícios Exercícios resistidos Bola suíça Espondilite anquilosante r e s u m o Objetivo: Avaliar a efetividade de um programa de fortalecimento muscular progressivo com o uso de uma bola suíça em pacientes com espondilite anquilosante
more » ... lite anquilosante (EA). Métodos: Sessenta pacientes com EA foram randomizados em grupo intervenção (GI) ou grupo controle (GC). Os pacientes com EA fizeram oito exercícios com pesos livres em uma bola suíça duas vezes por semana durante 16 semanas. As avaliaç ões foram feitas por um avaliador cego no início do estudo e após quatro, oito, 12 e 16 semanas com os seguintes instrumentos: teste de uma repetição máxima (1 RM), Basmi, Basfi, HAQ-S, SF-36, teste de caminhada de seis minutos, Timed up and go test, Basdai, Asdas, dosagem de VHS e PCR e escala de Likert. Resultados: Houve uma diferença estatisticamente significativa entre os grupos em relação à força (capacidade no teste de 1 RM) nos seguintes exercícios: abdominal, remada, agachamento, tríceps e crucifixo invertido (p < 0,005); teste de caminhada de seis minutos (p < 0,001); Timed up and go test (p = 0,025); e escala de Likert (p < 0,001), todos com melhores resultados no GI. Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação à avaliação da capacidade funcional com Basfi, HAQ-S, Basmi, SF-36, TUG, Asdas, VHS e dosagem de PCR. Conclusões: O fortalecimento muscular progressivo com uma bola suíça é efetivo em melhorar a força muscular e o desempenho na caminhada em pacientes com EA. sob uma licença CC BY-NC-ND (http:// creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/). r e v b r a s r e u m a t o l . 2 0 1 7;5 7(1):45-55 Swiss ball exercises improves muscle strength and walking performance in ankylosing spondylitis: a randomized controlled trial Keywords: Exercises Resistance exercises Swiss ball Ankylosing spondylitis a b s t r a c t Objective: The purpose was to evaluate the effectiveness of a progressive muscle strengthening program using a Swiss ball for AS patients. Methods: Sixty patients with AS were randomized into the intervention group (IG) or the control group (CG). Eight exercises were performed by the IG patients with free weights on a Swiss ball two times per week for 16 weeks. The evaluations were performed by a blinded evaluator at baseline and after 4, 8, 12 and 16 weeks using the following instruments: the one-repetition maximum test (1 RM), BASMI, BASFI, HAQ-S, SF-36, 6-minute walk test, Time Up and Go test, BASDAI, ASDAS, ESR and CRP dosage and Likert scale. Results: There was a statistical difference between groups for: strength (1 RM capacity) in the following exercises: abdominal, rowing, squat, triceps and reverse fly (p < 0.005); 6-minute walk test (p < 0.001); timed up and go test (p = 0.025) and Likert scale (p < 0.001), all of them with better results for the IG. No differences were observed between the groups with respect to the functional capacity evaluation using the BASFI, HAQ-S, BASMI, SF-36, TUG, ASDAS, ESR and CPR dosage. Conclusions: Progressive muscle strengthening using a Swiss ball is effective for improving muscle strength and walking performance in patients with AS.
doi:10.1016/j.rbr.2016.04.008 fatcat:djgqfu2lmnh3db6jzivfmqny3e