Filters








1 Hit in 0.037 sec

Efeitos de diferentes intensidades de exercício sobre o gasto energético e a sensação de fome em jovens

Tatiana Acioli Lins, Pedro Rogério da Silva Neves, Manoel Cunha Costa, Wagner Luiz Prado
2010 Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano  
Resumo -O presente estudo objetiva investigar os efeitos agudos e de curto prazo (2 horas) de diferentes intensidades de exercício aeróbio sobre o gasto energético pós-exercício, a razão de troca respiratória (QR) e a sensação de fome em homens. Participaram do estudo, 20 sujeitos eutróficos (22,41±1,76 kg/m²) e praticantes de exercício físico. Todos os sujeitos foram submetidos, aleatoriamente, a quatro condições experimentais: controle (sem exercício); EBI, exercício de baixa intensidade (40%
more » ... xa intensidade (40% do VO 2pico ); EMI, exercício de moderada intensidade (60% do VO 2pico ) e EAI, exercício de alta intensidade (80% do VO 2pico ). A magnitude do (EPOC -consumo excessivo de oxigênio após o exercício) e o comportamento do QR foram mensurados através de análise direta de gases. A escala visual analógica foi utilizada para avaliar a sensação de fome em (basal, imediatamente após a sessão experimental, aos 30, 60, 90 e 120 minutos de recuperação passiva). Os resultados demonstraram que o EPOC teve uma correlação positiva com a intensidade do exercício (r=0,74, p<0,01), sendo a duração e a magnitude dependentes da intensidade do exercício. Entre todas as condições experimentais, a sensação de fome ao término do exercício foi maior no EBI (p <0,01). Ao longo do período de 120 minutos de recuperação passiva, a sensação de fome aumentou independente da condição experimental. A partir dos resultados, podemos sugerir que após o EAI a magnitude do EPOC é maior, promovendo maior gasto energético no pós-exercício, com um concomitante aumento na utilização de gordura (menor QR) e supressão transitória da sensação de fome em adultos jovens. Palavras-chave: Consumo de oxigênio; Metabolismo; Fome; Ingestão Alimentar. Abstract -The aim of this study was to investigate the acute and short-term effects of different aerobic exercise intensities on postexercise energy expenditure, respiratory exchange ratio (RER), and hunger sensation in young adults. Twenty healthy, physically active (>6 months) young men of normal weight (22.41±1.76 kg/m²) participated in this study. All subjects were randomly submitted to four experimental conditions: control (no exercise); LIE, low-intensity exercise (40% of VO 2peak ); MIE, exercise of moderate intensity (60% of VO 2peak ), and HIE, high-intensity exercise (80% of VO 2peak ). The magnitude of (EPOC -excess post-exercise oxygen consumption), and RER were measured by direct gas analysis. A visual analogue scale was used to rate hunger sensation at baseline, immediately after the experimental session, and after 30, 60, 90 and 120 minutes of passive recovery. The results showed a positive correlation between the magnitude of EPOC and exercise intensity (r=0.74, p<0.01), with the duration and magnitude depending on exercise intensity. For all experimental conditions, the hunger sensation was greater in the LIE group (p<0.01). The hunger scores increased over the 120 minutes of passive recovery in all exercise and control sessions. The results suggest that the magnitude of EPOC is higher after HIE, promoting higher postexercise energy expenditure and a concomitant increase in fat utilization (lower RER) and transient suppression of hunger sensation in young adults.
doi:10.5007/1980-0037.2010v12n5p359 fatcat:7abi3kom5rhmte7dlub5bme3dy