Filters








1 Hit in 0.046 sec

Biologia reprodutiva da reófita Dyckia brevifolia Baker (Bromeliaceae), no Rio Itajaí-Açu, Santa Catarina, Brasil

Juliana Marcia Rogalski, Ademir Reis, Maurício Sedrez dos Reis, Karina Vanessa Hmeljevski
2009 Revista Brasileira de Botânica  
Reproductive biology of the rheophyte Dyckia brevifolia Baker (Bromeliaceae), on the Itajaí-Açu River, Santa Catarina, Brazil). The species Dyckia brevifolia Baker presents disjunctive populations and restricted distribution. Dyckia brevifolia is a policarpic species with clonal propagation. The reproductive biology of this species was studied on the banks of the Itajaí-Açu River, Santa Catarina, Brazil. The fl oral characteristics, the nectar production and the behavior of fl oral visitors
more » ... l oral visitors were studied. To characterize the reproductive system, fi ve treatments were conducted: agamospermy, spontaneous pollination, self-pollination, cross-pollination and control. Each infl orescence presented 60.4 ± 14.5 fl owers and 58.3 ± 13.3 fruits and the fruit/fl ower ratio was 0.97. The average number of seeds per fruit was 129.6 ± 24.3. The fl owers opened from the base to the apex of the infl orescence and the number of opened fl owers per infl orescence and day was 6.8 ± 1.2. Flower anthesis occurs along the day and the fl ower lasts a day and half. The average volume and concentration of nectar was 30.5 μL and 25.7%, respectively. The main fl oral visitors were bees, hummingbirds and butterfl ies, being the hummingbird Amazilia versicolor Vieillot the main pollinator. This species also was pollinated by bees of the genera Xylocopa and Bombus. Regarding the reproductive system, the results indicate that D. brevifolia is self-compatible and that agamospermy can occur. The self-compatibility presented for this species, as well as the fl oral visitors' behavior indicate that the main pollination forms are self-pollination and geitonogamy. RESUMO -(Biologia reprodutiva da reófi ta Dyckia brevifolia Baker (Bromeliaceae), no Rio Itajaí-Açu, Santa Catarina, Brasil). A espécie Dyckia brevifolia Baker apresenta populações disjuntas e distribuição restrita. Dyckia brevifolia é uma espécie policárpica com propagação clonal. A biologia reprodutiva desta espécie foi estudada nas margens do Rio Itajaí-Açu, Santa Catarina, Brasil. As características fl orais, a produção de néctar e os visitantes fl orais foram estudados. Para caracterizar o sistema reprodutivo foram conduzidos cinco tratamentos: agamospermia, autopolinização espontânea, autopolinização manual, polinização cruzada e controle. Cada infl orescência apresentou 60,4 ± 14,5 fl ores e 58,3 ± 13,3 frutos e a razão fruto/fl or foi de 0,97. O número médio de sementes por fruto foi de 129,6 ± 24,3. As fl ores abrem da base para o ápice da infl orescência e o número de fl ores abertas por dia por infl orescência foi em média de 6,8 ± 1,2. A antese fl oral ocorre ao longo do dia e a fl or tem duração de um dia e meio. O volume e a concentração médios do néctar foram de 30,5 μL e 25,7%, respectivamente. Os principais visitantes fl orais foram abelhas, beija-fl ores e borboletas, sendo o beija-fl or Amazilia versicolor Vieillot o principal polinizador. Esta espécie também foi polinizada por abelhas dos gêneros Xylocopa e Bombus. Com relação ao sistema reprodutivo, os resultados indicam que D. brevifolia é autocompatível e que a agamospermia pode ocorrer. A autocompatibilidade apresentada pela espécie, bem como o comportamento dos visitantes fl orais indicam que as principais formas de polinização promovidas são a autopolinização e a geitonogamia. Palavras-chave -agamospermia, autocompatibilidade, Bromeliaceae, Dyckia brevifolia, polinização 2. Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Rodovia RS 135, km 25, Distrito Engenheiro Luiz Englert, Caixa Postal 21, 99170-000 Sertão, RS, Brasil. 3.
doi:10.1590/s0100-84042009000400008 fatcat:7appsnuz55ag7nheewvfwqk7di