Filters








1 Hit in 0.037 sec

Estudo da Prevalência de Doenças Ocupacionais em Cirurgiões-Dentistas de São José dos Campos

A.S. Pereira, M.F. Fonseca, L.H. Aizawa, C.F. Ribeiro, C.R.G. Torres, C.R. Pucci
2011 Odonto  
RESUMO Introdução: as lesões musculoesqueléticas (Lesões por esforço repetitivo -LER e Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho -DORT) apresentam uma grande incidência nos profissionais da área Odontológica. Na perspectiva de reduzir a incidência dessas doenças ocupacionais, faz-se necessário um estudo interdisciplinar que vise a adaptação do trabalho ao homem. A Ergonomia está intimamente ligada à prevenção das tecnopatias, o que a torna indispensável na prática odontológica,
more » ... ológica, tornando-se sinônimo de racionalização e funcionalidade. Objetivo: avaliar a prevalência das desordens músculo-esqueléticas e a organização do trabalho dos Cirurgiões-Dentistas na cidade de São José dos Campos -SP; além de propôr mudança ergonômica como tratamento profilático das tecnopatias odontológicas, visando melhorar a condição de saúde destes profissionais. Metodologia: foram distribuídos 150 questionários contendo perguntas de caráter psicológico, psicossocial, história da saúde geral e aspectos ergonômicos do trabalho. Apresentou também, com um diagrama didático e Escala Visual Analógica para facilitar a identificação das regiões do corpo com sintomatologia dolorosa e a intensidade da dor relatada. Além de orientações verbais, foram distribuídas apostilas para orientar os profissionais. Resultados: os dados obtidos foram submetidos à análise estatística. O estudo mostrou que a ocorrência dessas tecnopatias é maior entre os profissionais que apresentam uma qualidade de vida insatisfatória. Isto inclui horas de sono insuficiente, ausência de atividades físicas, sobrecarga de trabalho, associada a um número pequeno de intervalos. Conclusão: este resultado ressalta a importância de adotar um estilo de vida saudável associado à correta organização ergonômica do trabalho, indispensáveis para a qualidade e produção durante o exercício da profissão. Palavras-chaves: Síndrome por Uso Excessivo; Ergonomia; LER; Ambiente de Trabalho. ABSTRACT Introduction: musculoskeletal injuries (repetitive strain injuries -LER and Work-Related Musculoskeletal Disorders -DORT) have a great impact in dental professionals. In view of reducing the incidence of these illnesses, it is necessary an interdisciplinary study aimed at adapting work to man. Ergonomics is closely linked to the prevention of Technopath, which makes it indispensable in the dental practice, becoming a synonym for rationalization and functionality. Aim: this study aimed to evaluate the methodology and organization of work of professional dental class city of Sao Jose dos Campos, to analyze the risk of developing muscle-skeletal disorders; addition to propose changing the point of view ergonomic as prophylactic treatment of tecnopatias dental, to improve the health condition of these professionals. Methodology: they were distributed 150 questionnaires. Each questionnaire consisted of questions of character psychological, psychosocial, history of general health and ergonomic of work. It contained with a diagram didactic and Visual Analog Scale to facilitate the identification of areas of the body with painful symptoms and intensity of pain reported. In addition to verbal guidelines were distributed handouts to guide the professionals. Results: the data from this research were discussed on the basis of proportion of chi-square and with obtaining the graphics program by Microsoft Excel. The study showed that the risk of occurrence of these tecnopatias is higher among professionals who have an unsatisfactory quality of life. This includes insufficient hours of sleep, lack of physical activities, overload of work, related with a small number of intervals. Conclusion: this result emphasizing the importance of adopting a healthy lifestyle associated with the correct ergonomic organization of work, essential for the quality and production for the profession.
doi:10.15603/2176-1000/odonto.v19n37p7-14 fatcat:nt6m4f64nzhxpfrzjbioeupw7i