Filters








1 Hit in 0.042 sec

Population biology and relative growth of the crab Minuca mordax (Smith, 1870) (Crustacea, Decapoda, Ocypodidae) in the Igaraçu River, Parnaíba, state of Piauí, Brazil

Sidely Gil Alves Vieira dos Santos, Luiz Gonzaga Alves dos Santos Filho, Lissandra Corrêa Fernandes-Goés, João Marcos de Góes
2020 Biotemas  
O presente estudo teve como objetivo investigar a biologia populacional de Minuca mordax no Rio Igaraçu, Parnaíba, PI, analisando a distribuição de frequência em classes de tamanho, período reprodutivo, crescimento relativo, maturidade sexual morfológica, razão sexual e heteroquelia. Os animais foram coletados manualmente de forma aleatória por duas pessoas durante 1 hora, nos meses representativos da estação seca (setembro a novembro) e chuvosa (abril a junho). Em laboratório os caranguejos
more » ... o os caranguejos foram identificados, separados quanto ao sexo e mensurados. Um total de 610 exemplares foi capturado, sendo 453 machos e 157 fêmeas. O tamanho médio da largura de carapaça (LC) diferiu significativamente (p<0,05) entre machos (17,21 ± 3,68 mm) e fêmeas (15,06 ± 3,18 mm). A distribuição dos caranguejos em classes de tamanho foi unimodal para ambos os sexos. A maturidade sexual morfológica obtida para os machos foi de 12,42 mm de LC e para as fêmeas foi de 10,05 mm de LC. A razão sexual para a população foi de 1:0,35 (macho:fêmea), sendo verificada diferença significativa da proporção esperada de 1:1. A heteroquelia foi verificada apenas nos machos da espécie (224 destros e 229 sinistros). Posteriormente, outras observações in loco foram realizadas mensalmente, de fevereiro/2011 a janeiro/2012 para observação de fêmeas ovígeras e determinação do período reprodutivo. Fêmeas com ovos foram observadas apenas nos meses de março a junho, correspondendo ao período chuvoso da região. Os resultados encontrados no presente estudo são semelhantes aos observados em outras populações de caranguejos violinistas e sugerem que a população se encontra estável no ambiente. O presente estudo fornece subsídios para a conservação da espécie no manguezal do Rio Igaraçu.
doi:10.5007/2175-7925.2020.e67620 fatcat:oh7rytrpizf7dai4zm4zprm7fu