Filters








1 Hit in 0.048 sec

Negligencia y omisiones de la jerarquía católica sobre derechos sexuales y reproductivos

Juan Guillermo Figueroa Perea
2018 Em Pauta: Teoria Social e Realidade Contemporânea  
Resumen — En este texto se busca explorar el tema de la relación entre algunos elementos normativos de la tradición religiosa católica y las condiciones de posibilidad para ejercer derechos de sexualidad y reproducción, desde una referencia explícita a las categorías de negligencia y omisión, en parte porque los derechos humanos pueden violentarse por ambas razones, pero a la vez porque los rituales católicos incluyen en su discurso la omisión como un elemento importante de las faltas que debe
more » ... as faltas que debe reconocer toda persona. Valdría la pena reflexionar si existen omisiones entre personas católicas alrededor del espacio de la sexualidad y del de la reproducción que puedan asociarse a su lectura de la normatividad institucional, pero a la vez la negligencia suele atribuirse a autoridades de instituciones que no cumplen con una responsabilidad que les corresponde. En ese tenor, un paso adicional consiste en problematizar si la jerarquía de la institución puede llegar a omitir o incluso manipular el discurso normativo de la tradición a la cual representan, ya sea por prejuicios o ignorancia, o bien por una búsqueda intencional de mantener un sistema y orden social en temas de sexualidad y reproducción, quizás por aprendizajes de género de sus integrantes, o bien por otro tipo de motivaciones e intereses – conscientes o no – que valdría la pena analizar y documentar. Se detallan elementos subyacentes a dichos derechos para luego contrastarlos con los valores que se justifican desde la tradición católica, como la libertad de conciencia y, en la contraparte, la interpretación que hacen los jerarcas de la institución y los documentos oficiales de la misma, como el derecho canónico. Estas interpretaciones no coinciden y la hipótesis de este texto es que existe la posibilidad de que se está manipulando el sentido del discurso original y, por ende, incurriendo en omisiones y negligencia, con lo cual desestructurarlo podría contribuir a un ejercicio más integral de los derechos tanto de las personas creyentes como de quienes son influidos socialmente por el poder que tiene dicha institución en las normatividades de diferentes instituciones sociales. Palabras Clave: negligencia, omisión, sexualidad, reproducción, tradición católica. Resumo — Este texto procura explorar a questão da relação entre alguns elementos normativos da tradição religiosa católica e as condições de possibilidade de exercer direitos de sexualidade e reprodução, a partir de uma referência explícita às categorias de negligência e omissão, em parte porque os direitos dos seres humanos podem ser violados por ambas as razões, mas, ao mesmo tempo, porque os rituais católicos incluem em sua omissão do discurso como um elemento importante das falhas que cada pessoa deve reconhecer. Vale a pena refletir sobre a existência de omissões entre os católicos em torno dos espaços da sexualidade e da reprodução que podem ser associados à leitura das normas institucionais, mas, ao mesmo tempo, a negligência é comumente atribuída às autoridades de instituições que não cumprem a responsabilidade que lhes corresponde. Nesse sentido, um passo adicional consiste em problematizar se a hierarquia da instituição pode chegar a omitir ou mesmo manipular o discurso normativo da tradição a que representa, seja por meio de preconceito ou ignorância, seja através de uma busca intencional para manter um sistema e ordem social em questões de sexualidade e reprodução, talvez devido à aprendizagem de gênero de seus membros, ou outras motivações e interesses – conscientes ou não – que valerão a pena analisar e documentar. Detalham-se os elementos subjacentes a esses direitos que, em seguida, são contrastados com os valores justificados pela tradição católica, como a liberdade de consciência e, na contrapartida, a interpretação feita pelos hierarcas da instituição e seus documentos oficiais, como direito canônico. Essas interpretações não coincidem e a hipótese deste texto é que existe a possibilidade de que o sentido original do discurso esteja sendo manipulado e, portanto, incorrendo em omissões e negligências, com as quais desintegrá-lo poderia contribuir para um exercício mais abrangente dos direitos tanto dos fiéis como daqueles que são socialmente influenciados pelo poder que a instituição possui nos regulamentos das diferentes instituições sociais. Palavras-Chave: negligência, omissão, sexualidade, reprodução, tradição católica. Abstract — This text seeks to explore the issue of the relationship between some normative elements of the Catholic religious tradition and the conditions of possibility to exercise sexuality and reproduction rights, from an explicit reference to the categories of negligence and omission, in part because human rights can be violated for both reasons, but at the same time because Catholic rituals in their discourse give prominence to omission as part of the faults that every person must recognize. It would be worth reflecting on whether there are omissions among Catholic people around the space of sexuality and reproduction that can be associated with their reading of institutional norms, but at the same time negligence is usually attributed to authorities of institutions that do not fulfill a responsibility which corresponds to them. In this sense, an additional step consists in problematizing whether the hierarchy of the institution can even omit or manipulate the normative discourse of the tradition which they represent, either through prejudice or ignorance, or through intentional search to maintain a system and social order in issues of sexuality and reproduction. This could happen perhaps due to gender learning of its members, or other motivations and interests – conscious or not – that would be worth analyzing and documenting. It details elements underlying these rights and then contrasts them with the values that are justified from the Catholic tradition, such as freedom of conscience and, on the counterpart, the interpretation made by the hierarchs and the official documents of the institution, as canon law. These interpretations do not coincide and the hypothesis of this article is that there is a possibility that the sense of the original discourse is being manipulated and therefore incurring in omissions and negligence. The elimination of these elements could contribute to a more comprehensive exercise of the rights of both believers and those who are socially influenced by the power this institution has in the regulations of different social institutions. Keywords: neglect; omission; sexuality; reproduction; Catholic tradition.
doi:10.12957/rep.2017.32750 fatcat:tzrxgvi6afdfhobvked5ucup5y