Filters








1 Hit in 0.25 sec

ASPECTOS CLÍNICOS, PATOLÓGICOS E TERAPÊUTICOS DA PLACA EOSINOFÍLICA FELINA – RELATO DE CASO

Jackson Suelio De Vasconcelos, Higor Vinícius Da Silva Camelo, Letícia Ferreira do Nascimento, Lídia Stefânia Vilela Medeiros
2019 Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança  
Embora haja diferenciação histológica em cada uma das apresentações clínicas do complexo granuloma eosinofílico, em um mesmo gato pode apresentar mais de uma forma. O diagnóstico definitivo é baseado através do histórico clínico, citologia e exame histopatológico. Descreve-se dois casos de placa eosinofílica felina no município de João Pessoa, Paraíba. O primeiro caso ocorreu em um gato de dois anos de idade que apresentava lesão em toda extensão do abdome com úlceras e exsudato, presença de
more » ... ato, presença de pulgas e anorexia. O segundo tratava-se de uma gata de 11 anos que apresentava lesão localizada no abdome, presença de úlceras e exsudato, e que também tinha sido visualizado pulgas. No hemograma ambos apresentaram eritropenia leve, leucocitose, eosinofilia e trombocitopenia. No exame citopatológico foi observado células degeneradas semelhantes à eosinófilos. No exame histopatológico em ambos os casos foi observado na epiderme acantose e espongiose. Na derme presença de infiltrado eosinofílico, com presença de mastócitos, plasmócitos, com exocitose eosinófilica e também colagenólise. Foi adotado antibiótico terapia a base de enrofloxacina na dose de 5 mg/kg/pv a cada 24 horas por 10 dias, corticóide terapia com predinosolona na dose de 1 mg/kg/pv por 10 dias e assepsia nos ferimentos com clorexidina a 0,2%. Ao término do tratamento os animais se recuperaram totalmente. O diagnóstico de placa eosinofílica felina foi realizado com base no histórico clínico e com os resultados dos exames citopatológicos, histopatológicos e na resposta terapêutica.
doi:10.17695/revcsnevol17n3p57-64 fatcat:xdke4ijaejfdzh7lyjwtxphvqu